fbpx

Por dentro do curso: técnico do concurso CGU

Com a Fundação Getulio Vargas (FGV) escolhida como banca e o edital já publicado, os candidatos começam a se movimentar em busca de de um curso para o concurso CGU.

Estão previstas 375 vagas no concurso, sendo 75 para Técnico Federal de Finanças e Controle, de nível médio, e 300 vagas para Auditor Federal de Finanças e Controle (AFFC), de nível superior.

Para o cargo de técnico, que tem como remuneração inicial R$7.741,31, a Folha Cursos preparou uma material exclusivo para se preparar para o próximo concurso da Controladoria-Geral da União.

Confira abaixo todas as informações sobre as provas e tudo que você precisa saber sobre o curso para técnico da CGU organizado pela Folha Cursos.

curso para concurso cgu

O edital do concurso CGU pode sair a qualquer momento. Por isso, o candidato precisa estar bem preparado (Foto: Unsplash)

Concurso CGU: o que você precisa saber

A área de Controle é mais próxima da área Administrativa, o que chama a atenção dos futuros servidores interessados no ramo. Além disso, como não houve concurso CGU desde 2012, também é uma possibilidade que sejam nomeados mais candidatos.

Outro ponto importante é que as provas devem acontecem no primeiro semestre de 2022, no dia 20 de março.

Confira abaixo as principais informações sobre o concurso CGU 2021/2022!

Banca do concurso CGU 2022

A banca está certa e será a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Cargos e requisitos do novo concurso CGU

Serão 375 vagas no concurso, sendo 75 para Técnico Federal de Finanças e Controle, de nível médio, e 300 vagas para Auditor Federal de Finanças e Controle (AFFC), de nível superior.

As vagas para auditor serão para as seguintes áreas:

  • Auditoria e Fiscalização: 206 vagas, sendo 126 para o Norte do país e 80 para o Distrito Federal
  • Tecnologia da Informação: 80 vagas para o Distrito Federal
  • Contabilidade Pública e Finanças: 40 vagas para o Distrito Federal
  • Correição e Combate à Corrupção: 54 vagas para o Distrito Federal

Salários dos cargos da CGU

O auditor tem remuneração inicial de R$19.655.06, podendo chegar a cerca de R$27 mil na carreira. Já o técnico recebe R$7.741,31, que com o plano de carreira pode alcançar aproximadamente R$12 mil.

Os valores das remunerações iniciais incluem os R$458 de auxílio-alimentação.

O que faz o auditor e o técnico da CGU

As funções do auditor são controlar, utilizando como instrumentos a auditoria e a fiscalização de:

  • Atividades de avaliação do cumprimento das metas previstas no plano plurianual
  • Execução dos programas de governo e dos orçamentos das União
  • Análise da qualidade do gasto público e da avaliação da gestão dos administradores públicos federais
  • Atividades de registro, tratamento, controle e acompanhamento das operações patrimoniais e contábeis relativas à administração orçamentária, financeira e patrimonial da União
  • Atividades de programação financeira da União

Apesar de não exigir formação em carreiras específicas, no último concurso, o futuro servidor deveria escolher uma área de interesse, com disciplinas cobradas na prova. As opções eram:

  • Administrativa
  • Correição
  • Comunicação social
  • Auditoria e fiscalização (infraestrutura)
  • Auditoria e fiscalização (geral) (área com mais vagas)
  • TI – sistemas
  • TI – infraestrutura
  • Prevenção e ouvidoria

Já o técnico federal exerce atividades de apoio ao auditor. As atribuições do cargo são:

  • Prestar apoio técnico e administrativo
  • Registrar, consultar, extrair, organizar e consolidar dados e informações nos sistemas corporativos
  • Auxiliar a execução de atividades de auditoria, de fiscalização, de correição, de ouvidoria, de transparência pública, de administração financeira, orçamentária, patrimonial e contábil e de elaboração da programação financeira
  • Subsidiar a formulação de diretrizes da administração financeira, orçamentária, patrimonial, contábil, de correição e de auditoria
  • Participar das etapas de coleta e de tratamento primário dos elementos necessários à execução, ao acompanhamento e ao processamento de dados referentes aos trabalhos contábeis, de auditoria, de programação orçamentário-financeira e de correição do setor público

Quais estados terão vagas no concurso da CGU

Para auditor, serão 46 vagas para a Região Norte, sendo duas para pessoas com deficiência, e o restante na capital federal:

  • Acre (seis vagas)
  • Amazonas (sete)
  • Amapá (seis)
  • Pará (dez)
  • Rondônia (cinco)
  • Roraima (seis)
  • Tocantins (seis)
  • Distrito Federal (254)

Já para técnico, as chances também serão para o Norte do país e Brasília:

  • Distrito Federal (51 vagas)
  • Acre (duas)
  • Amazonas (quatro)
  • Amapá (quatro)
  • Pará (quatro)
  • Rondônia (quatro)
  • Roraima (três)
  • Tocantins (três)

Haverá ainda três vagas reservadas de técnico para pessoas com deficiência no Distrito Federal e uma na Região Norte.

Onde serão as provas do concurso

O concurso CGU não terá provas em todas as capitais. Apesar de não ter vagas para todas as regiões do país, as provas também serão aplicadas nas seguintes cidades sem vagas:

  • Sudeste: São Paulo (SP)
  • Nordeste: Recife (PE)
  • Sul: Porto Alegre (RS)

Nas localidades com vagas, haverá provas. Na região Centro-Oeste, ocorrerão em Brasília. Enquanto no Norte, as avaliações serão em várias capitais, uma vez que as vagas serão para sete cidades.

Etapas do concurso CGU

As etapas do concurso serão:

  • Prova objetiva
  • Prova discursiva
  • Perícia médica para candidatos com deficiência
  • Verificação da condição declarada para concorrer às vagas reservadas aos candidatos negros

Prova de técnico

Assim como no concurso CGU anterior, as disciplinas estarão divididas em Conhecimentos Básicos e Específicos. A prova objetiva de técnico será dividida da seguinte forma:

Conhecimentos Básicos: 30 questões

  • Língua Portuguesa: 15 questões
  • Língua Inglesa: cinco questões
  • Raciocínio Lógico Quantitativo: cinco questões
  • Noções de Tecnologia da Informação: cinco questões

Conhecimentos Específicos: 50 questões

  • Noções de Direito Constitucional: dez questões
  • Noções de Direito Administrativo: dez questões
  • Controladoria-Geral da União: organização, competência e sistemas estruturantes: dez questões
  • Noções de Administração Financeira e Orçamentária (AFO): dez questões
  • Noções de Administração Geral: dez questões

Haverá também uma redação de até 30 linhas sobre tema da atualidade valendo 30 pontos.

Prova de auditor

Para auditor, serão 110 questões, valendo um ponto cada, totalizando 110 pontos. A distribuição será a seguinte:

Conhecimentos Básicos: 30 questões

  • Língua Portuguesa:15 questões
  • Língua Inglesa: cinco questões
  • Administração Pública e Políticas Públicas: dez questões

Conhecimentos Específicos: 40 questões

  • Direito Constitucional: dez questões
  • Direito Administrativo: 14 questões
  • Administração Financeira e Orçamentária (AFO): cinco questões
  • Fundamentos de Auditoria Governamental: seis questões
  • Controladoria-Geral da União: organização, competência e sistemas estruturantes: cinco questões

Conhecimentos Especializados: 40 questões

  • Auditoria e Fiscalização: dez questões de Auditoria Governamental, dez de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, dez de Avaliação de Políticas Públicas e dez de Finanças Públicas
  • Tecnologia da Informação: oito questões de Ciência de Dados, oito de Desenvolvimento de Sistemas, oito de Bancos de Dados, oito de Infraestrutura Tecnológica e oito de Segurança da Informação
  • Contabilidade Pública e Finanças: dez questões de Auditoria Governamental, dez de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, cinco de Análise de Questões Financeiras, cinco de Estatística e dez de Finanças.
  • Correição e Combate à Corrupção: 16 de Direito Administrativo Sancionador, oito de Direito Civil e Processual Civil, oito de Direito Penal e Processual Penal e oito de Direito Empresarial

Os candidatos realizarão também uma dissertação de até 90 linhas e uma questão de até 15 linhas. Ambas serão sobre temas relacionados à Administração Pública, Direito Constitucional, Direito Administrativo ou Administração Financeira e Orçamentária.

Curso para concurso CGU

Agora que você já tem todas as informações sobre o concurso, saiba quais são os materiais do curso preparatório para técnico da CGU da Folha Cursos.

Ao todo, são 195 horas e 409 aulas. Haverá atualização de conteúdo, caso necessário, depois da saída do edital.

curso cgu 1

Tela inicial

Ao adquirir o curso, depois de fazer o login na plataforma, a primeira página que o usuário tem contato é essa aqui:

curso cgu 2

O primeiro conteúdo, Comece por Aqui, é um vídeo-tutorial com o diretor acadêmico da Folha Dirigida, Douglas Schneider, explicando como utilizar todas as ferramentas da plataforma da Folha Cursos.

Em seguida, estão todas as disciplinas cobradas no último concurso.

Time de especialistas

O curso para concurso da CGU da Folha Dirigida é composto por um time de especialistas, que inclui:

  • Língua Portuguesa: Luciane Sartori
  • Língua Portuguesa: Nelson Sartori
  • Raciocínio Lógico Quantitativo: Ricardo Nunes
  • Raciocínio Lógico Quantitativo: Ângelo Primo
  • Conhecimentos Gerais: Orlando Stiebler
  • Conhecimentos Gerais: Alex Mendes
  • Informática: Eduardo Benjamin
  • Direito Constitucional: André Ravani
  • Matemática: Ricardo Nunes
  • Língua Inglesa: Roberto Witte
  • Legislação Aplicada à GCU e Regime Jurídico Único dos Servidores: Igor Daltro
  • Legislação Aplicada à GCU e Regime Jurídico Único dos Servidores: Flavio Paneque

Vale lembrar que cada disciplina é composta por diversos módulos. Cada módulo inclui videoaulas, questões sobre aquele assunto e vídeos comentados sobre as respectivas questões.

curso cgu 8

Outros recursos da Folha Cursos

Um dos recursos que os alunos usam bastante é o acelerador de aula, para quem não tem tempo a perder. Se você é daquelas pessoas que só assistem vídeos no 2x, esse recurso é para você.

Além do vídeo, também é possível baixar um resumo escrito do que foi dito em aula.

Outra possibilidade é fazer anotações dentro da plataforma, as quais ficam salvas junto com aquela aula específica para que você possa consultar depois.

curso cgu 5

O aluno pode ter acesso ao material por escrito daquela aula

 

curso cgu 6

Outra possibilidade é enviar dúvidas que podem ser respondidas pela equipe Acadêmica ou pelo próprio professor

 

curso cgu 7

Durante a aula, o aluno pode fazer suas próprias anotações pessoais

Os alunos ainda podem enviar dúvidas para os próprios professores, que a equipe Acadêmica encaminha para que eles respondam.

A opção de favoritar a aula também é muito utilizada para quando você sabe que vai precisar assistir aquele assunto e, assim, facilitar ao procurar aquele conteúdo de novo.

Agora que você já tem todo o caminho do curso para concurso CGU, vamos começar a estudar?

Curso para concurso de técnico da CGU

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *