fbpx

[Atualizado Pós-Edital] Guia de matérias concurso PRF 2021

Você sabe quais matérias estudar para o concurso de policial da PRF 2021? A novidade na área da Segurança Pública é que a Polícia Rodoviária Federal teve o seu concurso oficialmente autorizado e o edital publicado.

Agora, a expectativa para a seleção é grande! Isso porque, além das 1.500 vagas para início imediato, o governo federal convocará mais 500, totalizando os 2 mil novos policiais anunciados pelo presidente Jair Bolsonaro.

Por outro lado, com salário de mais de R$ 10 mil, o concurso para a carreira de policial rodoviário da PRF promete ser concorrido.

Por isso, para ajudar você, que sonha ingressar nessa carreira, reunimos, nessa versão atualizada pós edital do guia, todas as disciplinas que serão cobradas no concurso PRF 2021.

Mas atenção, conforme anunciado na coletiva do dia 6 de janeiro e confirmado no edital, a disciplina de História da PRF – presente no concurso de 2018 – não estará na prova em 2021.

Por isso, ela não consta nas matérias listadas no guia, ok? Em vez dela, falaremos sobre a Língua Inglesa, novidade no edital.

Agora, vamos às dicas para a seleção?

O que você vai encontrar nesse conteúdo:

Como funciona o concurso para policial rodoviário federal da PRF?

O último concurso da Polícia Rodoviária Federal para o cargo aconteceu em 2018. Na ocasião, foram 500 vagas para policial rodoviário federal.

No concurso PRF 2021, é exigido nível superior em qualquer área e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nível B. Ao todo, serão oferecidas 1.500 vagas para candidatos com idade mínima de 18 anos e idade máxima de 65 anos.

Os ganhos são de R$10.357,88 (incluindo o valor de auxílio-alimentação de R$458). A carga horária é de 40 horas semanais.

A seleção é composta por etapas de provas objetiva e discursiva, exame de aptidão física, avaliação psicológica, apresentação de documentos, avaliação de saúde, análise de títulos e curso de formação.

A prova objetiva terá 120 questões divididas em três grupos (bloco I – 55, bloco II – 30 e bloco III – 35).

Concurso PRF concorrência: veja histórico da relação candidato vaga

Como estudar para o concurso PRF?

Para ajudar os futuros servidores que pretendem fazer o concurso da Polícia Rodoviária Federal, os professores especialistas da Folha Cursos nas áreas compartilharam dicas essenciais de preparação para as matérias do concurso PRF, o TAF e Redação.

Quais matérias você verá por aqui:

Língua Portuguesa para o concurso PRF

A Língua Portuguesa é uma das matérias mais cobradas em concurso público. Por isso, é importante ter uma boa base antes de começar os estudos.

A professora Priscila Ferrarotto, da Folha Cursos, reforça que, para uma boa compreensão de Gramática, é preciso dar atenção especial para:

  • Conjunções
  • Verbos
  • Pronomes
  • Pontuação
  • Concordância (sobretudo a verbal)
  • Regência
  • Crase

Há muitas questões que misturam vários tópicos do conteúdo programático ao proporem a reescrita de passagens do texto. O candidato deve ficar atento à manutenção da correção, da coerência e/ou do sentido, dependendo do que for afirmado no item a ser analisado, destaca Priscila Ferrarotto

Já o segundo ponto de atenção é a Interpretação de Texto. Nesse caso, é mais habilidade do que conteúdo. Porém, isso não quer dizer que estudar Tipologia Textual e outros assuntos não seja importante.

Mas, se não tiver habilidade em leitura e compreensão, fica complicado.

Qual a melhor forma de estudar Língua Portuguesa?

Na parte de Interpretação de Texto, você deve dar ênfase à compreensão e interpretação como um todo, fazendo muitos exercícios.

Quanto à parte de Redação Oficial, Priscila Ferrarotto alerta para dar atenção especialmente até a página 48 do Manual. A professora orienta estudar Língua Portuguesa para a PRF na seguinte ordem:

  • Rever a teoria
  • Resolver questões de fixação
  • Fazer questões recentes da banca Cebraspe

Língua Portuguesa na PRF

Raciocínio Lógico e Matemática para o concurso PRF

Raciocínio Lógico e Matemática é uma das matérias do concurso PRF que costuma ser o terror de muitos candidatos.

O professor Angelo Primo, da Folha Cursos, afirma que resolver as questões da banca Cebraspe é como seguir uma receita.

Nesse caso, os ingredientes são:

  • Conhecimentos teóricos sólidos
  • Interpretação apurada
  • Criatividade

Qual a melhor forma de estudar Raciocínio Lógico e Matemática?

A melhor forma para estudar Raciocínio Lógico e Matemática é exercitar com questõesPara isso, Angelo Primo divide os estudos em duas fases:

  • Fase 1: estudo e aplicação da teoria com questões objetivas, sem interpretação de texto
  • Fase 2: trabalhar questões da forma de situação problema

Quanto aos itens do edital, o professor Angelo pede que o futuro servidor dê bastante atenção a temas como Noção de Função e Regularidades e Padrões em Sequências, que caem com bastante frequência.

Taxas de variação de Grandeza é um assunto que é cobrado com menos intensidade, embora também possa ser tema de uma questão. O mesmo vale para Porcentagem. Em resumo, os dois são assuntos que Angelo Primo considera básicos e indispensáveis.

Há ainda alguns assuntos que ele considera vilões da prova. Isso porque não caem com tanta frequência, não são tão úteis para entendimento dos outros e são mais complexos. São eles:

  • Noções básicas de contagem, probabilidade e estatística
  • Descrição e análise de dados
  • Noções básicas de teoria dos conjuntos
  • Análise e interpretação de diferentes representações de figuras planas, como desenhos, mapas e plantas
  • Métrica

RLM na PRF

Informática para o concurso PRF

O professor Eduardo Benjamin, da Folha Cursos, destaca que uma grande surpresa no edital do concurso PRF 2021 foi a substituição de Rede de Computadores por Transformação Digital. Você já sabe como estudar o tema?

O professor Eduardo aponta os conceitos relacionados a cloud computing, as camadas de nuvens:

  • SaaS (Software as a Service ou Software como Serviço)
  • PaaS (Platform as a Service ou Plataforma como Serviço)
  • IaaS (Infrastructure as a Service ou Infraestrutura como Serviço)

Ele destaca que Internet e Segurança da informação foram os assuntos mais cobrados na última prova.

Qual a melhor forma de estudar Informática?

O professor Eduardo Benjamin recomenda estudar os seguintes assuntos:

  • Conceitos de Internet e seus protocolos
  • Navegadores
  • Motores de busca
  • Correio eletrônico
  • Redes sociais e suas características
  • Ferramentas wiki (como a Wikipédia)
  • Aspectos de segurança da Informação
  • Ataques ativos, passivos e malwares (programas maliciosos)

Já na temática da Transformação Digital, a grande novidade no edital, o professor da Folha Cursos recomenda estar de olho em:

  • Novo formato no número de IP (IPv6)
  • Conceitos de cidade inteligente
  • Indústria 4.0
  • Introdução à tecnologia 5G
  • Big Data
  • Inteligência artificial

Assim como as aulas da Folha Cursos, que considera diretas ao ponto e sem enrolação, Eduardo Benjamin recomenda que o candidato mude sua postura em relação a forma como usar o seu próprio computador.

  • Preste atenção na sua interface, nos seus botões e ícones
  • Navegue como mais atenção
  • Observe onde você clica com o mouse e a janela que se abre
  • Mude e reconfigure o(s) navegador(es) que você utiliza
  • Imprima ou escreva numa folha A2 ou mesmo uma cartolina todos os nomes dos protocolos de internet, seus significados e as portas de comunicação que eles, os protocolos, utilizam
  • Cole esta folha/cartolina na parede de seu quarto e leia o que está escrito nela todo o dia
  • Faça um mapa mental das dez principais redes de relacionamento e estude e revise um dia antes da prova

Juntamente, navegar e observar com atenção na página da Wikipedia, fascículos CERT.BR e leituras casuais sobre o assunto farão a diferença na forma como você estuda!

Informática na PRF

Noções de Física para o concurso PRF

O professor Silvio Pelico, da Folha Cursos, reforça que, por ser um edital reduzido, provavelmente a banca deve abordá-lo em sua totalidade. Ele lembra que a Física costuma ser dividida em três frentes:

  • Mecânica (cinemática, dinâmica e estática)
  • Termologia ótica e ondulatória
  • Eletricidade

O professor Silvio recorda que, em 2018, na parte de Mecânica, ficaram de foras os conteúdos de estática. Embora o edital não faça menção à quantidade, ele acredita que apareçam cerca de seis questões.

Qual a melhor forma de estudar Noções de Física?

O Cebraspe cobra questões tanto teóricas quanto práticas, sendo estas últimas as que envolvem cálculos numéricos. Geralmente, na prova, o enunciado apresenta uma cena com ocorrência de vários fenômenos físicos.

A partir de uma mesma imagem, eles fazem várias perguntas. Isso torna o exame bem abrangente.

Depois de ler todo o conteúdo teórico, o professor Silvio aconselha ver questões já resolvidas. Após entendê-las, deixe passar mais ou menos um dia para aí sim resolvê-las sozinho, sem ver a resolução.

Conforme você for ganhando confiança, tente resolvê-las por conta própria!

Física na PRF

Noções de Direito Constitucional para o concurso PRF

O professor Sérgio Alfieri, da Folha Cursos, considera que um ponto muito positivo é que a parte de Direito Constitucional é bem enxuta. Vários temas complexos ficaram de fora para 2021. Além disso, são menos matérias para estudar.

A leitura do texto constitucional é sempre essencial mas, nesse caso, ele destaca com ênfase o tópico do edital que diz respeito à ordem social.

Essa parte da ordem social, um dos tópicos do edital, é muito importante estudar por meio da leitura dos dispositivos da Constituição. É um assunto que as bancas costumam cobrar muito a literalidade do texto da Constituição, afirma

Qual a melhor forma de estudar Direito Constitucional?

O professor Sérgio destaca a importância de fazer questões da banca, principalmente nessa reta final.

Além disso, revisar o conteúdo por meio de questões pode ser de grande ajuda. Isso ajudará a encontrar pontos fracos e medir o seu desempenho na disciplina.

Não esqueça de ler ainda os artigos que constam no edital! A reta final é a hora de “aparar as arestas”. Isto é, fazer a finalização do seu estudo.

Direito Constitucional na PRF

Legislação Especial para o concurso PRF

O professor Paulo Sumariva, da Folha Cursos, aconselha o estudante focar na legislação que aparece no edital, com atenção especial para as leis:

  • 12.850/13, que aborda o crime organizado
  • 11.343/2006, que cuida dos crimes e meio de repressão ligados a drogas ilícitas
  • 10.826/2003, que trata do Estatuto do Desarmamento
  • A legislação relacionada a atividade funcional da PRF, como o Decreto 1655/95 e o Artigo 47, do Decreto 9662/19

Qual a melhor forma de estudar Legislação Especial?

Uma dica para se manter atualizado é acessar os sites dos Tribunais Superiores, em especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) – o Jurisprudência em tese.

Ler a lei seca também é indicado sempre!

Legislação Especial na PRF

Direitos Humanos e Cidadania para o concurso PRF

O professor Flávio Paneque, da Folha Cursos, aconselha ficar de olho na parte histórica, primeiro item do edital.

Ele compreende a evolução dos Direitos Humanos e seus principais documentos (pactos, convenções e declarações) como pontos fundamentais para estudo.

Esse assunto costuma cair na prova mais do que o dobro em relação aos demais itens que, normalmente, são cobrados de forma proporcional entre si, alerta Flávio Paneque.

Qual a melhor forma de estudar Direitos Humanos e Cidadania?

Flávio Paneque ainda aconselha que, para memorizar documentos históricos, faça uma linha do tempo, organizados por ordem cronológica, associados a um fato histórico e suas principais características. Por exemplo:

  • Revolução Francesa: Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão em 1789
  • A criação da ONU no pós Segunda Guerra em1945: Declaração Universal dos Direitos Humanos 1948

“Dessa forma, fica mais fácil lembrar desses assuntos e conseguir um bom resultado na prova”, garante o professor da Folha Cursos.

Direitos Humanos e Cidadania na PRF

Legislação de Trânsito para o concurso PRF

O professor Flávio Paneque, da Folha Cursos, aconselha o candidato dar atenção especial a itens como

  • O anexo I, da lei 9503/97- Código de Trânsito Brasileiro
  • As alterações produzidas pela Lei 14071/2020
  • Novas resoluções do Contran, principalmente as que foram publicadas em 2019 e 2020
  • Normas gerais de circulação e conduta,  previstas no Capítulo III, a partir do art. 26 do Código de Trânsito Brasileiro

“O assunto mais pedido nessa matéria, representando quase 36% do total das questões, é a Legislação Penal de Trânsito, com ênfase na parte geral”, afirma Flávio Paneque.

Em seguida, vem o Capítulo III, à partir do art. 26 do Código de Trânsito Brasileiro, representando quase 21% do total das questões das disciplinas.

Qual a melhor forma de estudar Legislação de Trânsito?

Primeiramente, o professor Flávio recomenda assistir boas aulas. Ele considera os cursos online uma ótima alternativa para quem não tem tempo para se deslocar e deseja otimizar seus estudos.

Além disso, estudar diretamente na lei os artigos recomendados por quem der a aula. Depois, sempre treinar com exercícios e provas anteriores.

Segundo ele, essa é a fórmula que sempre traz bons resultados.

→ Aqui você encontra um curso online para a PRF

Legislação de Trânsito na PRF

Por que há tantas questões de Legislação de Trânsito na PRF?

Além do professor Paneque, conversamos com os professores e policiais rodoviários Leandro Macedo e Ednilson Ribeiro, que trouxeram dicas valiosas para quem está se preparando para o concurso PRF 2021.

Leandro Macedo acredita que 2021 deve ser um dos melhores concursos para a PRF. O motivo para ter tantas questões da disciplina é a corporação já querer servidores que, futuramente, possam se tornar peritos no assuntos.

Além disso, ele também acredita que todas as resoluções são igualmente importantes na hora de estudar. Apesar de parecer muita coisa, lembre-se que elas se cruzam com outras disciplinas.

Portanto, essa interdisciplinaridade ajuda na hora de compreender o assunto. Consequentemente, entender o conteúdo dessa forma também é importante para a atividade fim.

Assim como Leandro Macedo, Ednilson Ribeiro também acredita que a prova será muito semelhante com a anterior. “O concurso público é algo bastante democrático”, afirma, “para quem optou pelas carreiras policiais isso é ainda maior”.

Dicas de estudos para Legislação de Trânsito na PRF

As dicas que eles dão para os estudos, além de ficar atento sempre a alterações nas resoluções, são:

  • Ler todos os tópicos do edital
  • Fazer todas as questões anteriores
  • Cumprir o seu planejamento
  • Investir o tempo de estudo entre o CTB e nas Resoluções do Contran
  • Deixar os últimos seis dias antes da prova para revisão

Sobre as questões da prova, os policiais Leandro e Ednilson apostam que os assuntos cobrados possam ser sobre:

  • Atribuições da PRF
  • Crimes de trânsito
  • Infrações de trânsito
  • Normas de circulação
  • Resoluções 561, 253, 254, 24, 780, 110 e 36 do Contran
  • Sinalização de trânsito
  • Sistema Nacional de Trânsito
  • Processo administrativo
  • Habilitação

Direito Processual Penal para o concurso PRF

O professor da Folha Cursos, Paulo Sumariva, aconselha o candidato a focar em assuntos como:

  • O capítulo das provas, como a busca e apreensão domiciliar e as provas ilícitas
  • Prisão em flagrante
  • Diligências investigatórias da investigação policial

Qual a melhor forma de estudar Direito Processual Penal?

Para estudar Processual Penal, assim como para outras matérias, o candidato deve buscar as questões anteriores da banca sobre os tópicos do edital.

Também é importante colocar a frase da questão dentro da lei ou texto que trate do assunto.

Direito Processual Penal na PRF

Direito Penal para o concurso PRF

O professor Paulo Sumariva, da Folha Cursos, destaca que o futuro servidor deve analisar assuntos como:

  • Teoria Geral do Crime, com mais ênfase nos elementos do fato típico conduta e tipicidade
  • Excludentes de ilicitude (legítima defesa, estado de necessidade, legítima defesa, estrito cumprimento do dever legal e o exercício regular do direito)
  • Culpabilidade (imputabilidade e a dirimente do erro de proibição)
  • Crimes contra a vida
  • Fé pública
  • Crimes funcionais

Qual a melhor forma de estudar Direito Penal?

Assim como para outras disciplinas, a resolução de questões anteriores também é determinante na preparação.

Direito Penal na PRF

Direito Administrativo para o concurso PRF

Antes de tudo, o professor Igor Daltro, da Folha Cursos, aconselha os futuros servidores a estudarem:

  • Lei 8.112/90 (historicamente o tema mais cobrado)
  • Responsabilidade Civil
  • Poder de Polícia

No entanto, se tivesse que sugerir outros temas, ele apostaria em:

  • Contratos Administrativos (duas questões na prova do último curso de formação)
  • Atos Administrativos
  • Improbidade Administrativa

Na última prova, foram apresentadas cinco questões, uma sobre a Lei 8.112/90, uma sobre Responsabilidade Civil do Estado, uma sobre Atos Administrativos e duas sobre Poderes Administrativos.

O assunto Poderes Administrativos é muito importante para a área Policial, sobretudo os temas sobre Poder de Polícia e abuso de Poder. Além disso, é comum o assunto Licitação e Agentes Públicos.

Qual a melhor forma de estudar Direito Administrativo?

Um dica é não negligenciar o estudo da letra seca da lei. A leitura repetida dos artigos de lei é crucial.

Fazer questões também é indicado. Quanto mais questões forem respondidas, maior será o conhecimento da forma que a banca costuma abordar os assuntos pedidos.

Direito Administrativo na PRF

Ética no Serviço Público para PRF

Um ponto importante é o decreto 1.171/94. Esse decreto é específico para os servidores do Poder Executivo Federal, que trata das normas comportamentais definidas pela Administração Pública.

O professor da Folha Cursos, Igor Daltro, recomenda que o futuro servidor estude o assunto com atenção. Afinal, todas as questões de Ética dos últimos concursos da PRF foram sobre este tema.

Somado a isso, se Igor Daltro tivesse que sugerir outros temas para a prova, ele apostaria no Decreto 6.029/07 e em Ética e moral.

Qual a melhor forma de estudar Ética no Serviço Público?

Ler livros que proporcionam uma visão mais ampla sobre o tema. A ideia da disciplina é justamente trazer o enfoque comportamental, além do Jurídico.

É preciso que os futuros servidores entendam as normas e regras administrativas, legais e comportamentais, que contribuam para a boa convivência, gerando impactos positivos para a coletividade.

Ética na PRF

Geopolítica Brasileira para o concurso PRF

Segundo o edital do concurso PRF 2021, os tópicos da matéria de Geopolítica Brasileira são:

  1. O Brasil político: nação e território
  2. Organização do Estado Brasileiro
  3. A divisão inter-regional do trabalho e da produção no Brasil
  4. A estrutura urbana brasileira e as grandes metrópoles
  5. Distribuição espacial da população no Brasil e movimentos migratórios internos
  6. Integração entre indústria e estrutura urbana e setor agrícola no Brasil
  7. Rede de transporte no Brasil: modais e principais infraestruturas
  8. A integração do Brasil ao processo de internacionalização da economia
  9. Geografia e gestão ambiental
  10. Macrodivisão natural do espaço brasileiro: biomas, domínios e ecossistemas

Como estudar Geopolítica Brasileira?

Conforme explica o professor Alessander Mendes, da Folha Cursos, alguns temas devem ser priorizados diante de outros na hora dos estudos.

Por exemplo, no tópico 1, apesar de simples e de fácil entendimento, ele recomenda que o estudante revise a rosa dos ventos (localização geográfica). Ele deve saber os limites territoriais com os países da América do Sul e a leste com o Oceano Atlântico.

Por outro lado, o tópico 2 não precisa ter tanta ênfase neste momento, já que o candidato vê esse conteúdo também em Direito Constitucional.

No tópico 3, ele afirma que é importante conhecer as divisões macroregionais do Brasil. No 4, deve saber a Hierarquia Urbana, metropolização e desmetropolização, conurbação, megalópole, macrocefalia urbana e o principais problemas urbanos.

O 5 é um dos grandes destaques, pois o rodoviarismo é a principal matriz de transporte para os movimentos migratórios.

Aqui, deve-se estudar: migração pendular, sazonal (transumância), êxodo rural, migração de retorno, intra e interrregional; migrações por período no Brasil: 1500 a 1930; 1930/50-1960; 1970-1990 e de 1990 aos dias atuais.

Assista aulas de Geopolítica com o professor Alex!

geopolítica PRF

Para o 6, os estudos se voltam para os complexos agroindustriais (compra de insumos, produção, beneficiamento e transporte).

O tópico 7 é o mais importante. Ele inclui: o rodoviarismo como matriz de transporte, sua concentração na faixa leste do território nacional; o transporte intermodal (idealidade); e as redes físicas e deficientes de infraestrutura de transportes (portuário marítimo e fluvial, aeroportuário, ferroviário – de superfície e metroviário; rodoviário e dutoviário).

Já o 8 trata da inserção subordinada e dependente do Brasil no cenário político e econômico mundial, o Mercosul, o Acordo Mercosul-UE e a China como principal parceiro comercial, além da relação com os EUA.

No 9, ganha destaque os problemas ambientais, como a expansão da fronteira agropecuária, conflitos pela posse da terra em áreas de proteção ambiental e em comunidades quilombolas, ribeirinhas, indígenas, extrativistas, etc.

Portanto, estude queimadas na Amazônia e Pantanal e a política brasileira de meio ambiente.

O 10 é um dos menos importantes. Ele inclui o conceito de: biomas, domínios e ecossistemas e os Domínios Morfoclimáticos, Complexo do Pantanal, Floresta Amazônica, Mata Atlântica, cerrado, caatinga, pampa, e mata dos pinhais.

Para estudar tudo isso, o professor Alex recomenda:

  • Aulas em vídeo/PDF
  • Exercícios para fixar o conhecimento
  • Revisão estratégica dos pontos principais

Escolher um bom curso e um bom professor ajuda no caminho das ‘pedras’ nessa reta final em que é preciso objetividade e precisão sobre o que estudar com mais ênfase e de forma eficiente, afirma o professor da Folha Cursos.

Geopolítica na PRF

Inglês para o concurso PRF

Segundo o professor Roberto Witte, da Folha Cursos, o Inglês é cada vez mais cobrado em concursos. Muitos candidatos deixam o idioma para estudar por último. Por consequência, na hora da prova, acabam chutando as respostas.

Por isso, ainda que tenha um peso menor que as outras matérias, o Inglês pode fazer toda a diferença, justamente porque a maior parte das pessoas não estudam.

Além disso, cada vez mais as pessoas saem da iniciativa privada, ou seja, de cargos que já tem a Língua Inglesa como requisito, para fazer concursos públicos. Nesse sentido, quem já tem experiência com idioma parte na frente.

A principal sugestão do professor é não deixar o Inglês por últimos nos estudos. Muitos candidatos fazem isso pensando que, se deixarem para mais perto da prova, lembrarão com mais facilidade das palavras. Mas o que acontece é o contrário.

Estar atento ao vocabulário é fundamental. Por exemplo, nas aulas do professor Roberto Witte para a PRF, ele tem procurado incluir palavras que tenham a ver com o meio policial. Provas com bons salários costumam fazer isso.

Portanto, ele recomenda que o futuro servidor esteja informado nas Atualidades envolvendo o sistema rodoviário do país. Primeiramente, leia sobre o assunto, ainda que seja em Português. Afinal, o que as bancas costumam fazer é pegar esses assuntos e passar para a Língua Inglesa.

Qual a melhor forma de estudar Inglês?

Assim como anotar o vocabulário específico, também é muito importante anotar as palavras que você não sabe e procurar depois.

O professor também recomenda, não só para Inglês, como também para outras disciplinas, ler o material antes. Ao fazer a leitura, outro conselho é marcar as palavras que são parecidas com o Português. Segundo ele, palavras que parecem com o Português costumam ter o mesmo significado em Inglês. Por exemplo:

  • Comunication é comunicação
  • Honest é honesto
  • Emergency é emergência

No entanto, esteja alerta para os falsos cognatos! São palavras que, por mais que sejam parecidas, tem significado diferente.

Por exemplo: actually, que, em vez de atualmente, quer dizer, na verdade, realmente. E eventually, que quer dizer finalmente, em vez de eventualmente.

Ainda assim, das 20 mil palavras que se parecem, cerca de 200 são falsos cognatos. Sob esse ponto de vista, em uma prova, devem aparecer no máximo dez palavras que se enquadram nessa categoria. Além do mais, essas palavras costumam ser repetidas.

Na hora dos estudos, Roberto Witte recomenda o seguinte ao fazer a leitura de um texto em Inglês:

  • Primeiro, grifar as palavras que são parecidas com o Português
  • Segundo, grifar as palavras que não são parecidas mas que você já conhece

As palavras que você não grifar são as desconhecidas para você. Anote-as e monte uma espécie de dicionário particular para sempre consultar.

“O segredo do sucesso é a prática constante”, lembra o professor. Fora ler os materiais e depois assistir as aulas, ele também recomenda, à noite antes de dormir, fazer uma revisão. Isso ajudará o cérebro a armazenar melhor as informações.

Passo a passo para estudar Inglês

As sugestões de estudo são:

  • Procure estudar no mínimo 15 minutos de inglês por dia
  • Grife as palavras parecidas com Português, as que você não conhece, e anote para procurar o significado das desconhecidas
  • Faça uma pequena revisão antes de dormir
  • No dia seguinte, pela manhã, releia seus materiais

Repita esse processo com o mesmo material duas vezes antes de partir para um próximo. Por exemplo:

  • Segunda e terça você estuda a mesma aula
  • Quarta e quinta outra aula e texto
  • Na sexta faz a revisão das duas e assim por diante

Se você está em dúvida entre escolher Inglês ou Espanhol, o professor Roberto lembra que o Espanhol é mais traiçoeiro, justamente por ter uma quantidade maior de falsos cognatos. Por consequência, o aluno tem a sensação falsa de estar compreendendo todo o texto.

Inglês na PRF

TAF para o concurso PRF

Segundo o professor Elon Junior, não basta se sair muito bem no exame teórico: o TAF é decisivo na aprovação para policial rodoviário federal.

Para quem ainda não começou a treinar, está mais do que na hora. Já para os que já estão fazendo a preparação, aprimorem ainda mais o treinamento.

Para quem vai fazer tanto PRF quanto PF, o professor alerta que o edital para policial rodoviário federal está mais exigente. Portanto, atenção aos detalhes!

O que fazer na véspera dos testes físicos da PRF?

Primeiramente, ele já adianta para os futuros servidores estarem prontos para, 15 dias antes do edital, pedirem o atestado médico ao profissional de saúde se sua confiança.

Antes de tudo, procure um cardiologista e um ortopedista para que você saiba se está em condições de fazer exercícios físicos.

É preciso que esteja claro no atestado que o candidato está apto para a prática de atividade física e a realização do TAF. Inclusive, no final do edital, consta o modelo de como a banca quer. Ele deve ter o seu nome, identificação e a sua aptidão.

O TAF é composto pelos seguintes testes:

  • Flexão em barra fixa
  • Shuttle run (ir e vir)
  • Impulsão horizontal
  • Flexão abdominal
  • Corrida de 12 minutos

Também é preciso que, para que o atestado seja válido, tenha o nome e CRM do médico em questão.

Candidatas gestantes têm a possibilidade prorrogar o teste para avaliação. Após a gestação, ela tem entre seis meses e um ano para realizar o TAF.

Folha Cursos - PRF

Qual a melhor forma de se preparar para o TAF do concurso da PRF?

Flexão em barra fixa e Flexão Abdominal

Em relação ao teste de barra, ele ressalta: “a PRF complica a vida dos candidatos não dando opção do tipo de pegada”.

Inclusive, o tipo de pegada exigido é o que os candidatos têm mais dificuldade em fazer. Se você está fazendo a pegada supinada, é hora de mudar para atender essa especificidade.

Já o corpo, precisa estar completamente estendido. Nesse sentido, um dos erros clássicos é o futuro servidor flexionar o quadril, principalmente as mulheres.

Além disso, também é muito comum fazer a hiperextensão da coluna. Portanto, procure sempre manter o seu corpo alinhado!

Outra mudanças que complicam a vida dos candidatos é que a barra precisa ser dinâmica. Em outras palavras, não podem haver pausas para descanso.

Por outro lado, facilita a vida do candidato que, caso ele cometa algum erro, o fiscal alertará. Se mesmo depois do alerta o erro não for corrigido, será mantida na avaliação a última contagem.

Por exemplo, caso ele erre na vigésima abdominal, o fiscal só continuará a contagem a partir da vigésima primeira no momento em que ele consertar.

Em relação a essas regras, antes do teste é passado um vídeo ou algum fiscal explica o que pode e o que não pode ser feito. No entanto, isso não é uma obrigatoriedade, visto que as regras já aparecem no edital.

Shuttle run

Para o shuttle run, é crucial fazer simulados. O professor Elon considera que é uma atividade que pede extrema agilidade, coordenação e explosão.

Apesar de ter duração de apenas 14 segundos, não deve ser subestimado na sua preparação.

Impulsão horizontal

Também é preciso ter atenção ao salto de impulsão horizontal. Nos últimos concursos, tanto para a PF quanto para a PRF, muitos candidatos entraram com recurso devido à quebra de isonomia em alguns estados, principalmente em relação à areia.

Nesse salto, a última parte do corpo que toca o chão é a medida da linha de largada. Porém, se você perde o equilíbrio, a marcação que vale é a mais próxima da linha de largada. Por isso, o espaço da aterrissagem precisa ser rígido, com uma areia não tão fofa.

Corrida

A corrida de resistência não tem mistério. A prova é feita em uma pista de atletismo, na qual é preciso correr no sentido anti-horário, com uma marcação de 400m na pista interna. A dica é correr sempre na raia 1!

Na preparação, é muito importante treinar para todas as provas com a ajuda de um profissional de educação física e já usando máscara, devido aos protocolos de segurança do Coronavírus.

Treinar já de máscara acostumará o seu corpo para as condições impostas no dia da prova.

TAF na PRF

Redação para a PRF

Segundo a professora Vivian Barros, do Gabaritando Provas Discursivas, da Folha Dirigida, não existe uma boa preparação sem estar afiado para a prova discursiva. “É o que separa o joio do trigo nesse concurso tão concorrido”, afirma.

Como ela explica, muitos candidatos vão bem na prova objetiva, mas derrapam na hora da discursiva. Portanto, a redação é um diferencial.

Primeiramente, a banca Cebraspe não costuma trazer temas difíceis. Em geral, a organizadora apresenta um texto motivador, um tema geral e os aspectos a serem explorados no texto. Esses itens são o roteiro da sua prova de redação.

Como organizar a sua Redação para a PRF?

Por exemplo, se a banca menciona três tópicos, o seu texto deve ter – no mínimo – três parágrafos. A ideia é desenvolver cada tópico por parágrafo. Porém, isso não impede que você use mais de um parágrafo para determinado aspecto.

Essa característica também facilita o trabalho do examinador, que tem muitas provas para corrigir. Se a correção da sua prova está mais fácil por conta da estrutura, certamente isso influenciará positivamente na correção. Consequentemente, na sua nota.

Quanto à introdução, não é que você não possa escrever. Mas a professora Vivian recomenda já começar o texto indo direto ao ponto.

Se ainda assim você preferir desenvolver mais a introdução, tente não se estender muito. Por exemplo, uma introdução de cinco linhas gasta um espaço precioso para aprofundamento dos tópicos pedidos.

Uma dica é seguir esta estrutura:

  • Breve introdução
  • Um aspecto = um parágrafo
  • Períodos/frases de média extensão
  • Períodos na ordem direta

Também é importante mostrar que você conhece a instituição. Portanto, durante os estudos, consulte o site da Polícia Rodoviária Federal. Como se você estivesse indo para uma entrevista de emprego na iniciativa privada. Esse pode ser um grande diferencial na sua prova!

Qual a melhor forma de estudar Redação?

A palavra-chave é treinamento. Vivian Barros aconselha praticar já na folha em que a prova é aplicada, sempre procurando se manter até 30 linhas permitidas.

Faça um texto claro e objetivo. A riqueza da sua redação está na qualidade dos seus argumentos. Portanto, privilegie períodos curtos, escritos em ordem direta.

Ainda sobre a estrutura, atenção aos critérios de avaliação:

  • Eixo 1: aspecto macroestrutura (apresentação, cerca de 10%, e desenvolvimento do tema)
  • Eixo 2: aspecto microestrutural (ortografia e correção gramatical)

A prova não é concurso de caligrafia, lembra a professora Vivian. Mas é importante:

  • Preocupar-se com a legibilidade
  • Sinais de pontuação e acentos gráficos precisam ser legíveis
  • Respeito às margens
  • Os parágrafos precisam ter um recuo em seu início

Nesse sentido, cuidado redobrado! As provas são digitalizadas e, se todos os sinais não estiverem claros, podem não ficar bem marcados na digitalização.

A nota da prova funciona assim:

Nota da prova = Nota de conteúdo – 4 x (Número de erros/Total de linhas)

Temas de redação para a PRF

Sobre os temas mais quentes para a prova, Vivian Barros recomenda ficar de olho em temas cobrados em outras matérias do concurso PRF.

Um exemplo é a Lei de Acesso à Informação, que aparece dentro de Ética e Cidadania. Já em Geopolítica, ela destaca Gestão Ambiental e como a PRF contribui para ela. Ambas são matérias do bloco 1.

Um conselho de Barros é ler a área de imprensa da PRF, justamente para estar por dentro das últimas ações da corporação.

Já no bloco 2, uma boa pedida pode ser as inovações na Legislação de Trânsito. Mas é no bloco 3 que está o que ela chama de cereja do bolo. Afinal, é onde estão as disciplinas de Direito Constitucional e Direitos Humanos. Dentro esse bloco, ela considera cobranças possíveis:

  • Atribuições Constitucionais da PRF
  • Segurança pública
  • Meio ambiente

Os temas de Direitos Humanos, presente no mesmo bloco, também são uma boa aposta. Além disso, estudar esses tópicos dará repertório para escrever sobre vários outros itens possíveis.

Por fim, outro tema que ela acredita ser não só possível como também o tema da prova é “Novas tecnologias a serviço da Segurança Pública”. A professora aconselha fortemente ler e se manter informado sobre esses assuntos.

Redação na PRF

Como planejar os estudos para a PRF?

Depois de ler sobre todas essas disciplinas, você deve estar pensando: como eu me planejo para estudar tudo isso?

Segundo o professor da Folha Cursos, Marco Ferrari, um dos primeiros erros que os candidatos cometem é acreditar que não tem tempo para estudar. “Eu não posso sentar e estudar uma hora inteira”, costumam dizer.

Porém, o especialista afirma que esse conceito de hora cheia não serve para os estudos de nenhum concurso. Ter uma hora livre para sentar e se concentrar nos estudos é muito bom, mas é o caso de pouquíssimas pessoas.

Além disso, não adianta ficar esperando isso acontecer, essa disponibilidade de tempo toda, porque ela dificilmente virá.

Portanto, não menospreze os pequenos intervalos do seu dia. Quinze, vinte minutos já fazem muita diferença. Por exemplo, nesse tempo, já dá para assistir uma aula da Folha Cursos.

Somado a isso, quanto mais você passa fazendo uma determinada coisa, mais seu cérebro perde o foco. Nesse sentido, ter pequenos intervalos, em vez de passar horas sentado estudando, são mais saudáveis, eficientes e produtivos.

Plano de estudos para a PRF

Dito isso, para fazer esse plano, o professor Marco focou em quatro horas líquidas. Isto é, não quatro horas direto estudando, mas quatro horas distribuídas ao longo do seu dia e resultam nesse somatório final, sem contar com intervalos.

Antes de tudo, ele dá as seguintes dicas gerais para o primeiro momento pós-edital:

Marco Ferrari recomenda estudar com bastante afinco a disciplina de Legislação de Trânsito, visto que ela é a que tem maior quantidade de questões na prova. Além disso, esse não é o momento de testar novas técnicas de estudo: foque naquilo que você já sabe que funciona melhor para você.

Na prova, os blocos são divididos da seguinte forma:

Bloco I: 55 questões

  • Língua Portuguesa
  • Raciocínio Lógico Matemático
  • Informática
  • Noções de Física
  • Ética no Serviço Público
  • Geopolítica Brasileira
  • Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol)

Bloco II: 30 questões

  • Legislação de Trânsito

Bloco III: 35 questões

  • Noções de Direito Administrativo
  • Noções de Direito Constitucional
  • Noções de Direito Penal
  • Noções de Direito Processual Penal
  • Legislação Especial
  • Direitos Humanos e Cidadania

Como montar um cronograma de estudos semanal para a PRF?

Dessa forma, ele divide por matéria a quantidade de horas por semana da seguinte maneira:

  • Trânsito: 7 horas
  • Língua Portuguesa: 5 horas
  • RLM: 3 horas
  • Direito Penal: 2 horas
  • Direito Processual Penal: 2 horas
  • Física: 1 hora
  • Direito Administrativo: 1 hora
  • Geopolítica: 1 hora
  • Ética: 1 hora
  • Direitos Humanos e Cidadania: 1 hora
  • Informática: 1 hora
  • Direito Constitucional: 1 hora
  • Língua Estrangeira: 1 hora

O professor sugere dividir essas disciplinas e suas respectivas horas no seguinte ciclo de estudos:

Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado
Trânsito Trânsito Trânsito Trânsito Trânsito Trânsito Trânsito
Português Física Português Português Português RLM Geopolítica
RLM Proc. Penal Penal RLM Ética Dir. Adm. Português
Dir. Const. Discursiva Dir. Const. D.H./Cid. Dir. Penal Ingl./Esp. Proc. Penal

Nesta reta final, ele ainda destaca como partes importantes do estudo:

  • Questões Cebraspe
  • Foco na relevância do tema – princípio de Pareto
  • Mais horas de estudo
  • Questões todo dia
  • Periodização curta de estudo
  • Simulados
  • Treine discursivas
  • Prepare-se para o TAF desde já
  • Intercale matérias “fáceis” e “difíceis”
  • Estude no seu melhor horário
  • Durma bem – o sono é precioso para o aprendizado
  • “Piores matérias melhores horários, melhores matérias piores horários”

Uma dica importante é não deixar para fazer questões apenas no final do ciclo de estudos. Por exemplo, na Folha Cursos, cada bloco de aula tem as suas determinadas questões. Portanto, você já sabe que aquelas são as questões que você fará durante o momento de estudo de determinado assunto.

Cuidado também com os excessos. Muitas pessoas acabam acelerando muito os estudos ou dormindo mal nessa etapa final por medo ou nervoso. Não deixe de respeitar os limites do seu próprio corpo!

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. jailson coelho disse:

    muito boa essa orientaçao , com certeza o nivel de aproveitamento e positivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *