fbpx

Como estudar a lei seca para concursos?

Se o seu concurso tem disciplinas de Direito, fique sabendo que a lei seca, provavelmente, será uma das partes mais importantes da sua prova.

Isso porque a maior parte das questões cobradas pela examinadora são puramente a letra da lei. Porém, diante dessa informação, surge a dúvida: como estudar a lei seca para concursos?

Antes de tudo, vale destacar que não estamos falando da operação de trânsito aqui, mas sim como estudar a legislação, a letra da lei.

O que é a lei seca para concursos?

Antes de falarmos sobre como estudar a lei seca, é importante entender o que é a lei seca – e não, não estamos falando das operações policiais -, mas sim da forma de estudar a legislação.

Em resumo, a lei seca é a legislação na sua mais pura forma. Isto é, conforme foi publicada.

Isso significa dizer que, aqui, estamos falando do texto puro da lei. Ou seja, sem anotações ou comentários.

Por que é tão importante estudar a lei seca?

Conforme explicamos acima, as questões envolvendo a lei seca representam a grande maioria do conteúdo cobrado na prova. Inclusive, ela aparece muito mais do que a doutrina e a jurisprudência.

Por isso, estudar a lei seca é o pulo do gato para arrasar no seu concurso! Alguns dos motivos, além dos que já citamos, são:

  • Cobrança extremamente alta
  • Bancas trocam alguns termos para confundir os candidatos (percentuais, prazos, palavras-chave)
  • Saber a lei vai te ajudar com pegadinhas nas questões

“Se você começar a pegar o repertório da lei seca, vai ficar fácil para você perceber os erros nas questões”, afirma o professor Douglas Schneider.

Onde encontrar a lei seca para concursos?

Agora que você já sabe o que é a lei seca e por que ela é tão importante, pode estar se perguntando: então onde eu encontro esta tal de lei seca?

A primeira forma, e a mais conhecida, é no Vade Mecum. Porém, o candidato corre o risco de estar estudando a lei desatualizada. Se optar por essa escolha, tenha bastante atenção à versão do seu material.

A segunda, e mais indicada, é nos sites oficiais do governo. Basta fazer uma busca no Google pela legislação de seu interesse. Via de regra, os primeiros portais que aparecem nos resultados são os oficiais. Portanto, os que estão atualizados e com a informação correta.

Além da opção de ver o texto compilado, uma dica importante é ficar atento às partes riscadas, pois o examinador pode perguntar sobre os dispositivos alterados.

Em suma, a legislação muda toda hora. Por esse motivo, ao utilizar um Vade Mecum físico, você corre o risco de estudar com o material desatualizado.

Quando começar a estudar a lei seca?

Nesse aspecto, tanto a Luiza Velloso, que está se preparando para a área de Tribunais, quanto o professor Douglas Schneider concordam: desde o primeiro dia!

Por mais chato e maçante que o assunto possa ser, ele é o grosso da prova. Consequentemente, estudar a lei seca é um esforço necessário rumo a tão sonhada aprovação.

Como estudar a lei seca para concursos?

A lei seca pode ser estudada até mesmo enquanto você assiste aula, pois já dá para ir acompanhando as falas do professor de acordo com os dispositivos da lei.

Outras dicas da Luiza Velloso, que já vem fazendo esse estudo há algum tempo, são:

  • Estude a teoria antes
  • Faça uma leitura atenta
  • Tenha um estudo ativo (grife, puxe setas, rabisque)
  • Reescreva os artigos mais complexos com suas palavras (frases curtas ou tópicos)
  • Monte um cronograma de leitura
  • Faça questões para ver como o assunto costuma cair

Agora que você já sabe como estudar a lei seca para concursos, vamos colocar esses conhecimentos em prática?

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *