fbpx

Concurso Necropsia PC RJ: reta final!

Agora não é hora de parar! Os editais do concurso de Necropsia PC RJ já estão publicados!

As provas não serão muito tempo depois. As avaliações para auxiliar de necropsia serão no dia 23 de janeiro de 2022, enquanto as de técnico estão marcadas para o dia 6 de fevereiro.

Para ajudar na sua preparação da reta final, reunimos as dicas do professor Maxwell Almeida, de Anatomia e Biologia, e do professor Alexandre Prado, de Direito Administrativo e Estatuto.

Mas, antes, confira um resumo do que sabemos até agora do concurso Necropsia da PC RJ:

Estude o conteúdo de Necropsia da PC RJ diariamente

Mais importante: o professor Maxwell Almeida destaca que não é só estudar, você precisa aprender. Ou seja, não basta ler e não assimilar o conteúdo.

Sobre o conteúdo específico de Anatomia e Biologia, ainda que tenha sido estudado no colégio, o candidato precisa aperfeiçoar esse conhecimento. E é preciso separar tempo para isso. Para isso, o professor indica:

  • Faça uma boa estratégia de estudos
  • Monte um ciclo de estudos
  • Dedique-se incansavelmente

“O contato tem que ser diário. Não tem mais essa de tirar um final de semana para ficar tranquilo. Você precisa estudar todos os dias”, reforça o professor, que também é técnico de necropsia da PC RJ.

Outra dica para os estudantes é evitar o uso de apostilas, exceto se for de um professor referência na área. Na opinião de Maxwell, a melhor forma de aprender Anatomia é usando livros texto e atlas.

Curso preparatório para auxiliar e técnico de necropsia da Folha Cursos

Tenha bastante conhecimento da banca FGV

Nos estudos, você também deve conhecer bem a banca. Nesse caso, a Fundação Getulio Vargas, mesma organizadora do concurso de técnico de necropsia em 2009.

Se o edital não trouxer recomendação de bibliografia, a “soberania é da banca”. Isso significa que você deve responder o que a banca quer como resposta.

Nem o auxiliar nem o técnico de necropsia exigem curso específico ou técnico. Não quer dizer quem é da área tem alguma vantagem. Maxwell Almeida explica que, muitas vezes, pessoas que são da área saberão muito além do básico.

Mas o que cai na prova de auxiliar e técnico de necropsia é o básico.

“Por isso, o conhecimento prévio da banca é importante. Você precisa responder o que a banca quer e não o que você quer. Então, todo mundo tem chance de ser aprovado”, aponta o professor e técnico.

Treine o seu tempo de prova para evitar surpresas

É essencial que o estudante resolva muitas questões de Necropsia PC RJ. Porém, nessa reta final, as questões precisam vir em formato de simulado também.

O professor Alexandre Prado reforça bem esse ponto. Candidatos acham que já estudaram por fechar o edital, mas não fizeram um simulado para treinar o tempo e as condições de prova.

Ainda que você não tenha um simulado, pode fazer isso usando as provas anteriores. A resolução de simulados, segundo Prado, é para o estudante verificar:

  1. O tempo que leva em cada questão
  2. Por qual matéria começar a prova
  3. O tempo de ir ao banheiro e beber água
  4. Quanto precisará para marcar o cartão de resposta
  5. Qual questão levará mais tempo pra fazer
  6. O tempo que ficará em cada disciplina

“Você precisa treinar para as condições de prova: você pode acordar indisposto no dia, fazer a prova no sol, fazer a prova de máscara, ter barulho do lado de fora do local… Você precisa praticar bastantes exercícios, mas em determinado tempo, precisa começar a simular o tempo do exercício”, disse Prado.

Dica de Ouro – Ainda que Alexandre Prado prefira pular uma questão quando está em dúvida, não quer dizer que o candidato deva fazer o mesmo. Mas, lembre-se que uma questão pode ajudar na resposta de outra, ou seja,  pode dar subsídios para fazer outra questão.

A grande questão é você entender qual é o melhor modelo para você – Alexandre Prado

Tenha autoconhecimento sobre o seu modo de fazer a prova

Assim como Alexandre Prado, o professor Maxwell também tinha uma forma preferida de fazer as provas. Qual é a melhor? Essa é uma resposta que só o próprio candidato pode responder.

Para esse exercício de autoconhecimento, Maxwell recomenda pegar as provas de 2009 e 2002 e usar como simulados, cronometrando o tempo e vendo se você consegue fazer tudo em quatro horas. Pegue também um papel para usar de cartão-resposta.

Prado reforça que esse exercício vale para saber o tempo que o candidato levará em cada disciplina. E que o estudante leve em conta, por exemplo, uma forte característica da FGV, que são os textos longos.

Logo, pode ser que a parte de Português demore mais para ser concluída.

Mas não é só Língua Portuguesa que cai na prova. Maxwell Almeida destaca que você precisa estudar tudo de corpo humano (e respeitar o conteúdo que o edital pede), porque essa é a natureza do trabalho de necropsia.

“O técnico e o auxiliar precisam conhecer a anatomia. Durante o exame, ele precisa identificar as estruturas que ali estão. Durante o exame, está dialogando com o perito legista, que está anotando tudo. O trabalho do técnico é esse, execução e conhecer o corpo humano. Por isso a prova é tão abrangente no quesito corpo humano”, explica.

Você pode se interessar por esses conteúdos também:

Comece a treinar para o TAF desde já

Depois da divulgação do edital, não haverá tanto tempo assim até as etapas. Por isso, Prado recomenda: já comece o treino para o TAF. Se deixar para depois da prova objetiva, não vai dar tempo. “É melhor começar agora, até para evitar uma lesão. E por questão de saúde mesmo.”

Dá tempo de começar a estudar para Necropsia PC RJ?

Essa é a pergunta que não quer calar. Mas a resposta pode ser o que você não quer ouvir: depende. Se o tempo é suficiente ou não, isso depende de cada indivíduo. Uma coisa é certa: o estudo nunca é perdido.

“Se você estudar bem, mantiver a constância de estudo, aprender o que é necessário, você pode ser aprovado agora. Mas se você não for aprovado agora, será em outro momento, desde que você não desista. A gente não pode desistir em momento quando algum temos um objetivo. Ter objetivos é muito importante para que a gente tenha um caminho a seguir. Todos os dias levantar pela manhã e saber pra onde quer ir é muito importante. A pior coisa é acordar com um ponto de interrogação na cabeça”, comenta Maxwell.

Então, se dá tempo ou não, é a intensidade do aprendizado de cada um que vai dizer.

O que vai determinar o seu sucesso no concurso é exatamente você, o que você aprendeu e o que vai desenvolver na prova – Maxwell Almeida

A FGV já assinou contrato com a PC RJ. Agora, todos têm um caminho a seguir que é ritmo de reta final total, com estudo diário.

Primeiro coisa é ter um planejamento e não abrir o livro desesperado. Assim que sair o edital, mudar o planejamento já visando a data da prova.

Treine bastante também. A prova de 2002 e a de 2009, apesar de serem bancas diferentes, foram semelhantes.

Nota de corte para técnico de necropsia da PC RJ

A nota de corte foi 88 da última prova de técnico, em 2009, organizada pela FGV.

Na última prova também, o primeiro colocado entre 25 mil candidatos fez 94 pontos. Acertou 16 de Português em 20 questões e 39 de 40 na parte específica. O 10º colocado, errou duas específicas e quatro também de Português.

Com isso, Alexandre Prado é enfático: “quem passa no concurso? Quem erra menos”.

Fazendo uma análise, o coordenador da Folha Cursos lembra que a parte específica valia dois pontos e a de Português, um ponto. Que o candidato em 1º lugar se permitiu errar em Português quatro questões, mas só uma na específica.

Por isso, ele destaca que todo candidato precisa estabelecer uma estratégia de prova. Nesse caso, em que a disciplina específica tem peso 2 e a de Português, peso um, é muito melhor errar mais em Língua Portuguesa do que Anatomia e Fisiologia.

“O seu ciclo de estudos vai ter que envolver as duas disciplinas, com uma carga maior para a específica. De forma que você não pode errar na específica e, se errar, tem que ser uma ou duas questões, além de garantir o máximo em Língua Portuguesa também”, conclui Prado.

Você ainda não está no curso completo para o concurso Necropsia PC RJ? Confira!

Curso para auxiliar e técnico de necropsia da PC RJ

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *