Concurso AL MG: contrato com banca é assinado; edital iminente!

Edital do novo concurso AL MG está perto de ser divulgado. A Assembleia Legislativa de Minas Gerais já assinou contrato com a organizadora.

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais oficializou a escolha da banca do próximo concurso AL MG 2022, que está confirmado e deve ter edital em breve. O contrato com a Fumarc já foi assinado.

O termo contratual foi publicado no Diário do Legislativo do último sábado, 2.

O documento ratifica a banca e informa que a vigência será de 48 meses, ou seja, quatro anos - que é o prazo máximo de duração do concurso, caso seja prorrogado após dois anos.

Veja o documento na íntegra:

al mg contrato banca

Com o contrato assinado e a banca confirmada, o edital está iminente para sair a qualquer momento. Agora, os últimos ajustes devem ser finalizados, como a elaboração do contrato. 

Ainda não há uma data definida para o lançamento do edital, mas isso deve acontecer no próximos dias.

fachada al mg
Concurso da AL MG tem banca contratada e pode lançar edital
(Foto: Divulgação)

Concurso AL MG: quais serão os cargos?

Mesmo com o edital iminente, os cargos que serão ofertados no próximo concurso da Assembleia Legislativa de Minas Gerais ainda não estão definidos. Também não se sabe quantas vagas serão oferecidas.

O que já se sabe é que a Casa perderá muitos servidores em 2022 e já sofre com saídas há alguns anos - principalmente pelo fato de que não há concurso com validade para chamar aprovados.

Inclusive, mais de 200 servidores de cargos de analista, procurador e técnico saíram em 2021 e a previsão é de mais 400 deixem o órgão este ano.

Último concurso AL MG teve a Fumarc como banca

Quem já está estudando antecipadamente adorou a escolha da Fumarc, afinal, a banca também organizou o último concurso. Por isso, a espera é de um edital semelhante e com poucas alterações no quesito estrutura.

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais não realiza concurso desde 2013. O concurso da AL MG 2013 visou preenchimento de 27 vagas de nível superior.

Na época, as oportunidades foram para cargos como analista de sistemas, consultor administrativo, relações públicas, entre outras. A remuneração oferecida era de R$5.900,05. As funções tinham carga de trabalho de 30 e 40 horas semanais.

Além disso, os habilitados também receberiam auxílios transporte e alimentação, no valor de R$600 e assistência médica e odontológica.