Concurso IBGE: divulgado resultado final para agentes

Com 885 vagas temporárias em 515 cidades do país, chegou ao fim o processo seletivo complementar ao concurso IBGE para agentes.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatístic tornou público o resultado final do seu processo seletivo, com 885 vagas temporárias, para agentes censitários. A seleção faz parte do último edital complementar do concurso IBGE 2022.

O resultado final foi divulgado na última sexta-feira, 1º, no site do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Por lá, os candidatos podem conferir a classificação pelas 515 cidades do país que contaram com vagas, sendo elas nos estados do:

  • Acre;
  • Goiás;
  • Minas Gerais;
  • Mato Grosso;
  • Pará;
  • Paraná;
  • Rio de Janeiro;
  • Rio Grande do Sul; e
  • Santa Catarina. 

Ao todo, o processo seletivo contou com 885 vagas, sendo 262 para agente censitário municipal e 623 para agente censitário supervisor. Para concorrer, era preciso ter o nível médio completo.

Os aprovados terão ganhos iniciais de R$2.100, para o agente censitário municipal, e de R$1.700, para os supervisores.

A jornada será de 40 horas, e, além do salário, os aprovados terão direito aos auxílios alimentação, transporte e pré-escolar, assim como férias e 13º salário proporcionais. O contrato será de cinco meses, podendo ser prorrogado.

Edital complementar do concurso IBGE tem resultado final publicado (Foto: Acervo IBGE)
Edital complementar do concurso IBGE
tem resultado final publicado (Foto: Acervo IBGE)

 

Concurso IBGE ofereceu mais de 206 mil vagas

Ao todo, o último concurso IBGE ofereceu 206.891 vagas temporárias em todo o país, sendo elas para os seguintes cargos:

  • nível fundamental: recenseador (183.021 vagas);
  • nível médio: agente censitário supervisor (18.420 vagas) e agente censitário municipal (5.450 vagas).

As oportunidades oferecem ganhos mensais de R$1.700 para o agente supervisor e R$2.100 para o agente municipal. Com o auxílio-alimentação de R$458, os valores serão elevados para R$2.158 e R$2.558, respectivamente. 

Esses contratados também terão direito ao auxílio-transporte e ao auxílio pré-escolar, assim como férias e 13º salário proporcionais.

No caso do recenseador, a remuneração será por produção, calculada por setor censitário, por unidades recenseadas (domicílios urbanos e/ou rurais), tipo de questionário (básico ou amostra), pessoas recenseadas e registro no controle da coleta de dados. Confira aqui o simulador!

A jornada de trabalho recomendável para o recenseador é de, no mínimo, 25 horas, além da participação integral e obrigatória no treinamento. Já os agentes irão atuar 40 horas semanais, oito horas por dia. 

O contrato dos agentes terá duração de cinco meses, enquanto o recenseador irá trabalhar, inicialmente, por três meses. Em ambos os casos, os contratos poderão ser prorrogados com base nas necessidades do IBGE.